terça-feira,16 de abril de 2024
07h18

Dom Beto é nomeado novo arcebispo de Maceió

Foto: Lula CastelloBranco
Dom Antônio (à esquerda) e Dom Beto (ao centro), em celebração da Semana Santa de 2024 Foto: Lula CastelloBranco
Renúncia de Dom Antônio Muniz foi aceita pelo Papa Francisco nesta quarta-feira (3)
Por

O Papa Francisco aceitou, nesta quarta-feira (3), a renúncia de Dom Antônio Muniz Fernandes, por cuidados com a saúde, ao governo pastoral da Arquidiocese Metropolitana de Maceió. Assume o pastoreio Dom Carlos Alberto Breis Pereira, o Dom Beto, como é carinhosamente chamado, da Ordem dos Frades Menores (OFM). Dom Antônio se torna arcebispo emérito. A Arquidiocese é composta pelo território de Maceió e outros 37 municípios.  

Natural de São Francisco do Sul (SC), Dom Beto havia sido nomeado arcebispo coadjutor de Maceió em janeiro de 2024. Desde lá, vinha auxiliando Dom Antônio no exercício de suas funções. Antes de assumir o posto na arquidiocese da capital alagoana, foi bispo em Juazeiro (BA). Nomeado sacerdote em 1994, foi membro da Comissão para a Doutrina da Fé, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), entre 2019 e 2023. Em 2023, assumiu a presidência do Regional Nordeste 3. 

Dom Antônio esteve à frente do arcebispado de Maceió por quase 18 anos. Ele foi nomeado arcebispo de Maceió em 22 de novembro de 2006. Em seu governo, definiu a Pastoral Social como imperativo de sua gestão. Em 2007, a Arquidiocese de Maceió teve uma grande expansão, passando de 62 paróquias para 107 paróquias, áreas pastorais e quase paróquias. O clero conta hoje com 170 pessoas, incluindo padres, diáconos e religiosos. 

Em sua mensagem de despedida, enviada à Arquidiocese de Maceió, Dom Antônio assume a renúncia com acatamento ao poder de jurisdição da Igreja. “Com verdadeiro amor à missão que me foi confiada por Deus, recordo o meu lema de ordenação Episcopal ‘Erit Vester Servus’ (Serei Vosso Servo), e tenho consciência de que deixo esse serviço pastoral, não por falta de amor, mas por reconhecer os limites de minhas forças, e tal como Jacó, seria capaz de começar a servir outro tanto, se não fora, ‘para tão longo amor tão curta vida’”, explicou.

Com informações do Vatican News e Arquidiocese de Maceió

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *